Interceder uns pelos outros

O Rei Herodes começou a perseguir os cristãos. Mandou matar Tiago irmão de João, e viu que isso agradava aos judeus. Mandou também prender o apóstolo Pedro e colocou guardas para vigiá-lo de dia e de noite. A igreja permanecia firme orando por ele.

Uma noite, antes de Pedro ser mostrado ao povo como prisioneiro, ele dormia preso por duas correntes entre dois soldados e com guardas no portão.

PP-PeterFreedFromPrison_JS_0017De repente, brilhou uma luz dentro da cela e um anjo de Deus tocou em Pedro e mandou que ele se levantasse e se arrumasse. Suas algemas caíram de seus braços.

–Agora ponha sua capa e venha comigo! Disse o anjo.

Pedro pensou que era uma visão ou um sonho. Passaram pelo primeiro e pelo segundo posto de guardas e chegaram ao portão principal que dava para a rua.

Ao chegar perto, o portão se abriu sozinho. Eles sairam, andaram um pouquinho e o anjo desapareceu.

Então, Pedro percebeu que Deus havia mandado um anjo para livrá-lo do poder de Herodes e dos judeus que não gostavam dos cristãos.

Ao chegar na casa de Maria, mãe de João Marcos, Pedro bateu na porta e uma moça chamada Rode veio atendê-lo. Ao ouvir a voz de Pedro, ela nem abriu a porta. Saiu correndo para avisar quem estava batendo.

Na casa estavam muitos cristãos intercedendo (orando) por Pedro. Os irmãos acharam que Rode estava louca, pois estavam certos de que Pedro estava na prisão.

Rode insistiu dizendo que era Pedro quem estava batendo na porta, até que abriram a porta e ficaram assustados ao confirmar que era mesmo Pedro quem estava ali diante deles.

O apóstolo Pedro então contou-lhes como o anjo do Senhor o tirou da prisão e mandou que tudo isso fosse contado aos irmãos (discípulos de Jesus), e depois foi embora.

No dia seguinte houve uma grande confusão entre os soldados, pois não sabiam o que tinha acontecido com Pedro. Herodes mandou que o procurassem, mas não o encontraram. Então mandou matar os soldados.

Deus ouviu a oração dos irmãos que intercediam por Pedro enquanto ele estava na prisão. Não havia possibilidade dele fugir com tantos guardas vigiando, mas o Senhor realizou um milagre (algo que só Deus é capaz de fazer), tirando-o da cadeia sem que ninguém visse.

Você crê em milagres ? Você crê que que é possível um milagre acontecer quando oramos por alguém ou até por nós mesmos ?

Sim, é possível, porque nosso Deus é poderoso. Ele é o criador de todas as coisas, e tudo e todos estão sob a sua poderosa mão.

Será que você pode se lembrar de alguém que está precisando de suas orações agora? Pode ser por saúde, por trabalho, por dificuldades na família, por dificuldades na escola, ou qualquer outra área da vida.

Fale com Deus agora e interceda por esta pessoa ou situação que você se lembrou. Deus está sempre pronto a estender sua poderosa mão e nos socorrer.

“Ouve, ó meu Deus e atende a minha oração.” Daniel 9:18

Texto: Atos 12:1 a 18

Anúncios

Um bom cidadão que glorifica a Deus

Filemom, um servo do Deus Criador que morava na cidade de Colossos, era generoso, hospitaleiro e muito querido do apóstolo Paulo, pois foi Paulo quem contou pra ele sobre Jesus e sobre o amor de Deus. Desde que Filemon se tornou um cristão, em sua casa reunia-se uma igreja (pessoas que amam e obedecem ao Senhor Jesus).

Ele era um homem rico, possuía muitos bens e também escravos, o que era normal naquela época (um escravo é alguém que não possui nenhum direito, é uma propriedade do seu dono).

Certo dia, um de seus escravos chamado Onésimo o roubou e fugiu. A pena para um escravo fugitivo era a morte.

Fugitivo, Onésimo encontrou o apóstolo Paulo que estava preso (Em Roma a quase 2.000 kilômetros de distância. Os presos ficavam na praça pública para que todos os vissem). Ali, ouvindo as pregações e conversando com Paulo ele se arrependeu dos seus pecados e também se tornou um cristão (mesmo estando preso, Paulo não deixava de falar do amor de Jesus para com as pessoas). Agora Onésimo também se tornou um servo do Deus criador, como Filemon o seu patrão.

rembrandt_paul-1Então, o apóstolo Paulo resolveu mandá-lo de volta para Filemom, seu senhor, com uma carta escrita de próprio punho, isto é, ele mesmo escreveu com sua mão (muitas vezes ele ditava a carta para alguém escrever). Na carta ele escreveu o seguinte:

Estou enviando Onésimo que considero como meu filho, pedindo que você o receba e o perdoe por ter fugido, porque agora ele é um servo de Deus também, portanto, nosso irmão. Se ele estragou alguma coisa ou deve algum dinheiro a você, coloque tudo em minha conta, pois eu pagarei.  Amigo, faça isso como se estivesse fazendo para mim, pois meu coração ficará muito feliz. Tenho certeza que você me atenderá e fará muito mais do que estou pedindo. Continue orando por mim, porque assim que eu sair da prisão vou visitá-lo!”

Você já imaginou como Onésimo deve ter ficado com medo de voltar?

O apóstolo Paulo conhecia o caráter de Filemom, e sabia que ele era um cristão verdadeiro, que demonstrava isso em suas atitudes diárias, por isso não teve medo de mandar Onésimo de volta com uma carta apenas. Ele sabia qual seria a atitude de Filemom como um verdadeiro cristão.

Onésimo, agora também teria atitudes diferentes, porque ao se tornar um cristão deixou de pensar apenas em si mesmo, mas passou a pensar no que ele devia fazer para agradar a Deus, mesmo sendo um escravo.

scan0031[1]Você já se colocou no lugar de Filemom? Você perdoaria seu escravo que fugiu?

Será que suas atitudes tem sido de um bom cidadão diante da sociedade, honesto, cumpridor das leis, trabalhador, e respeitador ?

Todo verdadeiro cristão deve ser um bom cidadão porque isso faz com que o nosso Deus seja admirado através de nossas vidas.

Ore pedindo a Deus que te ajude a ser um bom cidadão em nosso país, e cada dia mais parecido com Jesus.

“Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.”  Mateus 5 :16

Texto: Filemon

Temer a Deus em tudo

Quando paramos a história anterior (“Humildade diante da sabedoria de Deus”), Hamã tinha acabado de sair de sua casa para ir ao segundo jantar da Rainha Ester.

esther-11Durante o jantar, tudo estava muito bem, quando de repente o rei perguntou:

–Qual é o seu pedido rainha? Peça o que quiser que eu te darei, mesmo que seja a metade do meu reino.

Ester disse:

–Se o rei achar que eu mereço, eu quero pedir que me salve e também salve o meu povo, porque fomos condenados à morte, e seremos exterminados.

O rei Xerxes gritou:

–Quem fez isso? Onde está ele ?

A rainha respondeu:

–Foi um inimigo do meu povo. Ele é muito mau. O nome dele é Hamã.

Hamã ficou com muito medo diante do rei e da rainha.

Xerxes saiu furioso e foi para o jardim.

Quando ele voltou para a sala de jantar, Hamã estava ajoelhado pedindo misericórdia à rainha.

O rei gritou:

–Será que você ainda quer fazer algum mal à minha rainha?

Nesse instante cobriram o rosto de Hamã e o levaram.

Hamã foi enforcado na forca que preparou para Mordecai e todos os seus bens foram passados para Ester.

A rainha foi conversar com o rei Xerxes para pedir que ele cancelasse o decreto (lei) que exterminaria todos os judeus da Pérsia.

Infelizmente o decreto não poderia ser cancelado porque tinha o selo real, mas o rei autorizou Ester e Mordecai a fazerem o que quisessem para ajudar os judeus e até deu o anel com selo real para usarem em seu nome.

Foram enviadas cartas seladas com o anel real autorizando os judeus a se defenderem de qualquer ataque que sofressem.

No dia marcado para a matança aconteceu o contrário. Os inimigos dos judeus que tentaram matá-los foram mortos.

Todos sairam às ruas para festejar com muita alegria a vitória que alcançaram.

Mordecai se tornou a pessoa mais importante da Pérsia depois do rei. Ele registrou tudo que aconteceu e também escreveu mais cartas para todo o reino para que os judeus comemorassem com festa essa data para sempre e assim acontece até hoje (Festa do Purim, celebrada no 14o  dia do mês judaico de Adar, que se situa entre Fevereiro e Março do nosso calendário).

O povo judeu que morava na Pérsia passou por uma situação muito difícil, quase sendo exterminados, mas, Ester e Mordecai, tementes a Deus, conduziram seu povo numa grande vitória.

Você sabe o que é ser temente a Deus ?

É dar valor, respeitar, obedecer, confiar na sua justiça, não por medo, mas por amor a Ele.

Aquele que teme ao Senhor, o Deus criador, vai conhecendo a sua vontade e tem prazer em obedecer o que Ele já nos ensinou.

De que forma você pode conhecer a Deus ? Lendo a bíblia, orando, ouvindo histórias da bíblia, conversando sobre Deus e o seu amor por nós.

Em cada uma de suas atitudes você pode demonstrar que teme, que ama a Deus e que deseja andar sempre nos seus caminhos.

Ore a Ele pedindo que te ajude em tudo que você fizer.

O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos desprezam a sabedoria e a disciplina
Provérbios 1:7

Humildade diante da soberania de Deus

Como já vimos, a Rainha Ester, Mordecai, e todo povo Judeu que morava na Pérsia estavam  em apuros, pois Hamã havia marcado o dia que todos deveriam ser mortos.

mordechai-and-haman-daniel-eskridgeMordecai  estava muito triste e mandou um recado para Ester, dizendo que ela pedisse ao Rei Xerxes para cancelar o decreto que mataria os judeus.

Ester ficou preocupada e mandou dizer a Mordecai que qualquer pessoa que fosse à presença do rei sem ser chamada poderia morrer, mesmo que fosse a rainha, a não ser que ele estendesse o cetro de ouro.

Mordecai respondeu para Ester que mesmo sendo a rainha, ela era uma judia e não seria poupada: “Quem sabe não foi justamente para esta hora que Deus te fez rainha.”

Então ela respondeu a Mordecai que colocasse o povo para orar e jejuar (ficar sem se alimentar), e que ela iria à presença do rei mesmo sem ser chamada. Tudo foi feito como ela pediu.

Três dias depois, Ester se arrumou, ficou muito bonita e foi até o pátio que ficava na frente da sala do trono. Xerxes estava lá, viu a rainha, gostou muito de vê-la e estendeu seu cetro para ela perguntando:

–O que você deseja rainha? Prometo dar o que você pedir, mesmo que seja a metade do meu reino.

Ela disse: –Quero convidar você e Hamã para um jantar especial que vou fazer.

O rei imediatamente mandou chamar Hamã para irem ao jantar da rainha Ester.

Durante o jantar, o rei Xerxes perguntou a Ester qual era o seu pedido, pois ele daria qualquer coisa que ela pedisse.

Ester disse: –Se o rei puder, gostaria que viesse com Hamã amanhã a outro jantar que vou dar, e então direi qual é o meu desejo.

Hamã foi para casa muito feliz, encontrou com sua mulher, filhos e amigos, e festejou pelo jantar da rainha, e porque sempre era homenageado pelo rei. Mas existia uma coisa capaz de deixá-lo ainda mais feliz: acabar com Mordecai.

Então a mulher de Hamã sugeriu que ele construisse uma forca de vinte metros de altura e pedisse permissão ao rei para enforcar Mordecai. Ele gostou de idéia.

Naquela noite o rei não conseguia dormir, pediu o livro de registros de histórias do reino para ler. Ele leu a história de tempos atrás que Mordecai ouviu os funcionários do palácio planejavam matá-lo.

O rei Xerxes perguntou: –Que recompensa deram a Mordecai por me salvar?

Responderam: –nenhuma.

Hamã já estava no pátio esperando, quando o rei mandou chamá-lo.

O rei perguntou:  — O que devo fazer para homenagear uma pessoa?

Hamã pensou que Xerxes falava dele, então disse:  –Vista a pessoa com as roupas reais e também traga o cavalo do rei para ele montar e que um importante funcionário do palácio leve-o pelas ruas gritando: “assim se faz a um homem que o rei deseja homenagear!”

O rei disse: –Pois faça exatamente isso com o judeu Mordecai.

Imaginem a cara de decepção de Hamã…

Mas de nada adiantou Hamã ficar decepcionado. Tudo foi feito conforme ele mesmo sugeriu ao rei.

Depois disso, Hamã foi correndo para casa, contou para sua esposa e para os amigos o que havia acontecido.

Os amigos disseram:  –Sentimos muito, mas você vai perder essa briga com esse judeu Mordecai.  Eles ainda conversavam quando os funcionários do palácio vieram buscar Hamã para o jantar da rainha…

Você já pensou como ficou Hamã ? Ele era muito orgulhoso (ele se achava melhor que os outros) e pensava que seria homenageado, mas foi humilhado tendo de levar Mordecai montado no cavalo do rei pela cidade.

Nessa história vimos também que nosso Deus Criador é soberano (é o dono de tudo). Mordecai, Ester e todos os judeus pediram a ajuda de Deus e Ele os ajudou e os livrou da morte.

Pode ser que alguma vez você já se comportou como Hamã, pensando ser melhor que os outros, que não precisa de ninguém, nem de Deus.

humilityDeus deseja que sejamos humildes (sentimento de fraqueza) e não orgulhosos, reconhecendo que dependemos Dele  em tudo que fazemos.

Vamos orar pedindo que Deus nos perdoe e nos ensine a ser humildes e cada dia mais dependentes Dele.

Ahh! Não pense que a história acabou aqui…  Na semana que vem tem mais…

Ester 4 a 6

Adorar somente a Deus

Xerxes reinava sobre a Pérsia. Esse período foi muito próspero, então o rei deu uma grande festa no pátio do palácio para exibir os seus bens.

Enquanto isso, Vasti, a rainha, também oferecia uma festa dentro do palácio para as mulheres.

No sétimo dia da festa, o rei já havia bebido muito e deu uma ordem para seus oficiais buscarem a rainha, vestida com roupas de festa e com a coroa real. A rainha era muito bonita, mas ela se recusou obedecer ao rei e ele ficou furioso. O rei chamou seus conselheiros para saber o que poderia fazer contra a rainha.

Um dos homens aconselhou o rei que proibisse a rainha de entrar na sua presença. Como punição, nunca mais ela poderia ficar na frente do rei. (que idéia mais estranha, não?)

O rei gostou desta idéia, e decidiu fazer desta punição um exemplo para todas as mulheres do reino.

Algum tempo mais tarde, o rei Xerxes mandou que escolhessem moças bonitas de todo o reino e as trouxessem ao palácio para ele escolher uma nova rainha.

estherUma das moças que veio foi Ester, prima de Mordecai. Eles eram do povo judeu. Estavam morando na Pérsia porque seus antepassados foram trazidos pelo rei Nabucodonosor, quando ele invadiu Israel.

Mordecai era um funcionário do palácio e passava todos os dias na frente da casa onde Ester estava para saber notícias dela. Ele a tratava como filha e ela o obedecia como a um pai.

Ele aconselhou Ester  não dizer a ninguém de que povo ela era.

Durante doze meses as moças ficavam em tratamento de beleza para só depois se encontrar com o rei.

Enfim, Ester foi levada ao rei. Ele gostou demais dela, entregou-lhe a coroa e assim ela se tornou rainha no lugar de Vasti.

Certo dia, Mordecai estava esperando para ter notícias de Ester, e sem querer ouviu dois funcionários do palácio tramando matar o rei Xerxes. Então ele contou para Ester e ela contou ao rei informando que foi Mordecai quem descobriu a trama.

Os funcionários foram condenados à forca e tudo foi registrado no Livro de História do Reinado de Xerxes.

naamah_requiring_people_to_worship_himAlgum tempo depois, o rei colocou um homem chamado Hamã no posto mais alto de seu governo e decretou que todos deveriam se curvar e ajoelhar diante dele. Todos os funcionários do palácio faziam isso, exceto Mordecai.

Então, os oficiais do palácio foram perguntar para Mordecai porque ele não se curvava e nem se ajoelhava para Hamã. Ele respondeu que não fazia isso porque ele era um judeu, e os judeus não se curvavam e nem se ajoelhavam para ninguém (no livro de Ester não está escrito mas nós sabemos que os judeus só adoravam a Deus).

Hamã ficou sabendo da atitude de Mordecai e resolveu agir não só contra Mordecai mas contra todos os judeus. Contou para o rei Xerxes que existia um povo vivendo na Pérsia que não obedecia ao rei (não se curvavam e nem se ajoelhavam diante de Hamã). Disse ainda que o modo diferente desse povo viver representava uma ameaça para o reino.

O rei autorizou Hamã fazer o que ele quisesse com o povo judeu.

Então, Hamã mandou cartas para todo o reino com ordens para matar todos os judeus que fossem encontrados, jovens, velhos, mulheres e crianças. Todos deveriam ser eliminados. Mas para Mordecai ele preparou uma morte especial, muito cruel. No dia marcado todos morreriam.

E agora ? Que situação difícil para o povo, para Mordecai e para a rainha Ester!

O que você faria ? Voltaria atrás e se ajoelharia diante de Hamã ?

Mordecai não fez isso porque ele conhecia o verdadeiro Deus, o único que merece ser adorado. Mordecai tinha um amor especial para com Deus. Para ele, ninguém era igual a Deus e nem merecia ser tratado como Deus.

Como podemos ser adoradores do Deus criador ?

É assim mesmo, podemos adorá-lo cantando canções, podemos adorá-lo orando ajoelhados ou não, lendo a bíblia com muita atenção, ajudando  outras pessoas.

Para você Deus é a pessoa mais importante do mundo?  Então peça a Ele que entre na sua vida e te torne um verdadeiro adorador.

E o resto da história??

Você vai saber na próxima semana… Não perca!